domingo, 1 de agosto de 2010

Tá na hora da brincadeira acabar.




"...Era uma vez um escritor que morava em uma tranquila praia, junto de uma colônia de pescadores. Todas as manhãs ele caminhava à beira do mar para se inspirar, e à tarde ficava em casa escrevendo. Certo dia, caminhando na praia, ele viu um vulto que parecia dançar. Ao chegar perto, ele reparou que se tratava de um jovem que recolhia estrelas-do-mar da areia para, uma por uma, jogá-las novamente de volta ao oceano. "Por que está fazendo isso?"- perguntou o escritor "Você não vê! --explicou o jovem-- A maré está baixa e o sol está brilhando. Elas irão secar e morrer se ficarem aqui na areia". O escritor espantou-se. "Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo afora, e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pela praia. Que diferença faz? Você joga umas poucas de volta ao oceano. A maioria vai perecer de qualquer forma". O jovem pegou mais uma estrela na praia, jogou de volta ao oceano e olhou para o escritor. "Para essa aqui eu fiz a diferença..". "

Você já parou para se perguntar quantas vidas foram salvas por você? Em quantas você realmente pode dizer que fez diferença?

Muitas pessoas morrem na rua, sem ter o que comer, de frio, de doenças simples, como uma gripe, e você ainda reclama porque sua Tv não é de plasma, seu celular já tem uma ano, você não tem 5 tipos de calçados diferentes, você comeu a mesma mistura dois dias seguidos no almoço, sua camiseta não é de marca, que você foi pra escola a pé.

Não estou falando da África, da Índia, do Oriente Médio, da China... muitas vezes, pessoas a 100 metros da sua casa, passando fome, sem ter uma condição de vida digna, e nós reclusos em nossa zona de conforto, com um controle remoto na mão, teclando com os amigos, e chorando ao assistir "Marley & Eu", quando o cachorro morre (sim ele morre), quantas vezes você chorou ao ver uma criança desabrigada, pedindo dinheiro, toda suja, um homem se sujeitando a viver em uma praça, uma família sem comida, sem casa, sem roupas?

Não somente na parte física, mas quantas pessoas estão em depressão, só, desamparadas, sem quem leve um pouco de carinho, de cuidado, de compaixão? Pessoas que simplesmente querem ser ouvidas, acolhidas, sentirem-se amadas.

Está na hora de fazermos a diferença, pararmos de simplesmente falarmos do amor de Deus, e passar a sentir, a demonstrar, esse amor que não vê cor, raça, sujeira, beleza, dinheiro, que não sente fedo ou vergonha. Amor que cuida, ampara, acolhe, que não esquece, larga ou foge dos que precisam.

Então reflita, se você já não o fez,então veja, o quão mesquinho, frescos, nojentos, egoístas, frios e repugnantes NÓS somos. Paremos de murmurar, de olhar para nosso umbigo, e ajamos, o relógio não para, pessoas estão sofrendo, morrendo, e cabe a nós irmos ajudá-las.

Pois Cristo disse:
"Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;

Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.

Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?

E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?

E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?

E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes."

Mateus 25:35-40


Você quer desobedecer o Pai? Eu não, está na hora da mudança!

3 comentários:

  1. Filho, você tem razão. LEmbrei do texto de Tiago: A fé sem obras é morta!!! Precisamos viver nossa fé em Jesus Cristo, amando como Ele nos amou.

    ResponderExcluir
  2. Muito boom o texto, seu Calebe. =)Sabe, minha líder uma vez me disse uma coisa que me marcou. Ela disse:"Existem milhares de pessoas caminhando para o inferno e nós estamos aqui, brincando de ser crente!" Doeu lá no fundo, mas me impactou. Quando li seu texto me lembrei disso, pois ele traduz bem isso. Fica com Deus! :*

    ResponderExcluir
  3. parabens calebe show de bola pelo blog

    maycon elias ferreira - ituiutaba mg

    ResponderExcluir