sexta-feira, 27 de agosto de 2010

E AS ESTRELAS?




“. Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos se não fora
A mágica presença das estrelas!”

Mario Quintana

Este texto me leva a lembrar sobre duas coisas retratadas na bíblia e que estão intimamente ligadas uma a outra: SANTIDADE e FALAR DO AMOR DE DEUS. Santidade... mas o que seria esse negócio que tanto falam? Segundo o Aurélio: “Atributo divino que consiste na ausência, em Deus, da mais insignificante imperfeição. Estado de perfeição a que são chamados todos os homens.” Segundo a bíblia: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; Porquanto está escrito:Sede santos, porque Eu sou santo.” 1 Pedro 1:15-16. Ser santo é ser imitador de Cristo, é viver o Amor do Pai em sua plenitude, é levar sua cruz e negar a carne, seus desejos, impulsos, é ser perfeito por completo, sem pecar, tendo assim total comunhão com Deus, por não haver mais pecado em você. Mas isso é impossível de se alcançar em vida, aqui na terra, somente quando chegarmos nos céus obteremos tal status. Então, se é impossível, para que tentar alcançar? Essa é uma pergunta que eu mesmo me fiz algumas vezes, e sempre procurava alguma resposta em minhas idéias, meus conceitos e não encontrava. Somente quando passamos a olhar para a missão que Jesus nos deu na Terra é que conseguimos entender: ”E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.Quem crer e for batizado será salvo” Marcos 16: 15,16. Mas o que tem haver santidade com pregar o evangelho?

Vejamos, o que seria pregar o evangelho? É mais do que simplesmente ler algo escrito na bíblia, dizer “Jesus te ama”, e “se você não se converter vai para o inferno”, é se importar com as pessoas ao seu redor, prestar atenção nelas, e fazer isto vivendo o amor de Cristo, esse amor sem medidas, sem barreiras, que alimenta o faminto, ajuda o necessitado, visita o doente( do corpo e da alma ) leva uma palavra de consolo para o desesperado, se faz presente na vida de quem está só, se doa a ponto de colocar as aflições e problemas do outro antes das suas, uma amor que traz uma alegria incondicional, uma paz inimaginável, descanso para o cansado, e acima de tudo, muda as nossas vidas, fazendo-nos novas criaturas. Lindo, realmente, mas agora vem a parte que te toca: Quantas pessoas foram atingidas por esse amor, através da sua vida? Quantos entregaram sua vida a Jesus porque viu em você esse amor, essa mudança, algo diferente? A sua salvação tem crescido a ponto de atingir outras pessoas? Se sim, parabéns. Se não, você sabe por quê? Talvez isso ocorra pois nós não estejamos buscando santidade verdadeira, sendo imitadores de Cristo, o que nos levaria a amarmos como Ele amou e com o amor vindo dEle. Quanto maior a santidade, mais intimidade temos com o Pai, e quanto mais intimidade, mais podemos desfrutar do amor dEle, e assim refletirmos sua glória, pois Deus “É como a luz do sol que, embora não tenha preferências, não consegue refletir-se num espelho sujo de forma tão clara quanto num espelho Limpo.” C.S. Lewis. Agora te pergunto, você não tem alcançado vidas? Sua fé está morta como Tiago retrata em seu livro no capítulo 2 repetidamente? Não leva ninguém a conhecer a Cristo? Então olhe para si mesmo, veja o quão limpo está seu espelho para refletir a luz do Sol, ou se apenas há pó sobre ele.

Se o deixou tornar-se imundo a ponto de a única coisa visível nele ser a sujeira, não desanime, esta é a hora que você tem para mudar, entregue sua vida nas mãos de Deus, deixe ele mudar tudo que for necessário, trocar até suas idéias e conceitos que estão errados, e passe então a crescer e caminhar dia após dia para a santidade, e lembre-se que nesse caminho rumo ao inatingível está repleto de estrelas, esperando apenas que você pare para prestar atenção nelas, e passe a ver o quão maravilhosa é essa caminhada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário