sábado, 11 de setembro de 2010

A TEMPESTADE



"Há quanto tempo eu estou nessa tempestade?

Tão oprimido pelo oceano informe

Está se tornando cada vez mais difícil caminhar sobre as águas

Com essas ondas quebrando em minha cabeça

Se eu apenas pudesse te ver

Tudo ficaria bem

E se eu pudesse te ver

Essa tempestade viraria luz

E eu vou caminhar sobre as águas

E você vai me segurar se eu cair

E eu vou me perder dentro dos seus olhos

E tudo ficará bem

E tudo ficará bem

Eu sei que você não me trouxe aqui para me afogar

Então por que eu estou a dez pés de profundidade de cabeça para baixo?

Mal sobreviver se tornou meu propósito

Por que eu estou tão acostumado a viver de baixo da superfície

(...)

E eu vou andar sobre as águas

E você vai me segurar se eu cair

E eu vou me perder dentro dos seus olhos

E tudo ficará bem

E eu vou caminhar sobre as águas

E você vai me segurar se eu cair

E eu vou me perder dentro dos seus olhos

E sei que tudo está bem..."

(Tradução da música " Storm ", da banda Lifehouse)

Essa música é pra mim como uma oração, que reflete bem momentos que eu passei, e que certamente muitos de vocês já passaram também, que é quando menos percebemos encontramo-nos em meio a uma tempestade, afundando, mesmo sabendo que Deus está ali, pertinho de de nós. E vou te dizer, sem dúvida nenhuma é uma das piores sensações que se pode sentir, a de ver tudo acontecendo, e não ter reação, não saber o que fazer, enquanto problemas, preocupações, angústias começam a te puxar para o fundo, e a partir daí esquecemos de tudo o que o Pai já fez por nós, e do tanto que Ele nos ama.

A letra desta canção é baseada num fato, relatado na Bíblia, onde os discípulos de Jesus estão navegando pelo mar, em meio a uma grande tempestade, e eis que avistam o Mestre vindo até eles, andando sobre as águas, então Seu discípulo mais obstinado pede a Ele que o deixe ir a seu encontro, andando também por cima da água, e Jesus o chama: Vem. Ele vai, mas no meio do caminho começa a reparar na força do vento, no tamanho das ondas, e se esquece que Jesus estava ali, a poucos metros dele, então começa afundar, e o desespero toma conta de seu coração, e ele grita desesperadamente: "Senhor, salva-me!"."E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?"Mateus 14:3.

O desespero que nos vem ao coração quando nos vemos em meio uma tempestade de dúvidas, problemas, doenças, inseguranças, nos leva a desviarmos nossos olhos de Jesus, e aí que as coisas pioram, pois sem Ele não somos nada. Nesses momentos temos que nos lembrar daquEle que nos criou e salvou, e que disse: "Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles.E, se Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?" Lucas 12: 27,28. Deixemos de ser homens de pouca fé, oremos e busquemos todos os dias, pois se aqueles que conviveram e viram tudo que Jesus fez, ao vivo, foram chamados 12 vezes de homens de pequena fé, por Ele, quanto mais nós. Sim, nestas horas podemos chorar, sentir dor, tristeza, isso não é errado, não é pecado, mas nunca podemos nos esquecer de Deus, do quanto Ele nos ama, do tanto que cuida de nós, e de como SEMPRE quer o nosso melhor, mesmo que tenhamos que atravessar chuva, ventos, e mares revoltos para estarmos ao seu lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário