domingo, 27 de março de 2011

AH SE EU PUDESSE VOLTAR ATRÁS



O Passado. Um nome, tantas lembranças. Um momento que já se foi, mas insiste em se manter vivo em nossas mentes. Pode ser bom, ruim, recente, longínquo... Ele deixa marcas, muitas vezes doloridas. Mas o principal feito dele é fazer com que em nossas mentes uma pergunta fique ressoando incessantemente: AHH SE EU PUDESSE VOLTAR ATRAS...

Essa talvez seja uma das perguntas mais dolorosas que existem, por um simples motivo: É impossível voltar atrás. Não conseguiremos sumir com aquela frase indevida, o gesto que tanto problema deu, a escolha errada, a hora errada... Tudo o foi sempre será, infelizmente não existe borracha magica para apagar da sua memória (e das pessoas que te cercam) os erros cometidos. E sim, TODOS, por mais que digam que não mudariam nada, tem algo em sua vida que daria tudo para poder reparar, consertar. Quantas lágrimas seriam evitadas, quanto sofrimento, dor, constrangimento, magoas, brigas, lutas você desejaria esquecer completamente, simplesmente sumir com esses momentos.

Ahhh se eu pudesse voltar atrás, eu faria assim, agiria dessa maneira, não teria errado com ela, não teria dito isso, teria falado aquilo lá, teria perdoado, me desculpado antes, mudado antes, pensado mais... São tantas as possibilidades que eu me perco em meio a elas, e me pergunto muitas vezes o que teria acontecido SE... Mas me lembro, o “SE” também não existe, e nunca existirá.

Só você sabe o quanto seu passado o tem machucado, entristecido, magoado, o tanto que suas escolhas têm refletido em sua vida.

Olhando para tudo isso se vê um cenário desesperador, e sim, é realmente para se desesperar, não é a toa que a cada dia temos mais pessoas depressivas, amarguradas e infelizes. Mas o que fazer com todos esses sentimentos? Há duas opções, gerar um tremendo remorso (que irá aos poucos te matar), ou verdadeiramente se arrepender.

Na bíblia há 2 exemplos claros, de pessoas que tiveram a mesma atitude, os mesmo sentimentos, mas um escolheu se afundar em remorso, o outro deixou o arrependimento genuíno tomar conta dele. O primeiro é Judas Iscariotes, o segundo, Pedro. Ambos apóstolos de Jesus. Ambos o traíram. Judas se suicidou após perceber o que havia feito. Pedro se arrependeu. Reconheceu o Erro. Mudou. Doeu? Foi difícil? Sim, e só Pedro sabe o quanto, mas foi lindo de se ver. Seu passado não foi apagado, mas seus erros foram perdoados. Seu presente foi mudado, seu futuro pode não ter sido perfeito, mas foi diferente, ele aprendeu o valor do hoje, que devemos viver para não olharmos e suspiramos: Ahhh se eu pudesse voltar atrás.

     Hoje te desafio, e a mim mesmo também, pegarmos tudo aquilo que nos tem feito querer voltar no tempo, pararmos de remoer tudo isso, nos arrependermos de todo o coração diante de Deus, colocarmos toda essa angústia nas mãos dEle, deixarmos o Pai mudar e moldar-nos segundo a sua vontade, e principalmente, vivermos de modo que não tenhamos do que nos arrepender, ou lamentar. Que daqui alguns anos, décadas, possamos olhar para trás, sentados em nossa cadeira de balança, no olhando para o horizonte, em nossa cazinha no campo, e digamos: Valeu a pena! Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.” 2 Timóteo 4:7

domingo, 13 de março de 2011

SIMPLES...


( leia o texto ouvindo a música )




Hoje não irei falar sobre o que está errado na minha vida, na sua, na da Igreja. Não direi o que é preciso mudar. Não direi, pois você sabe muito bem o que precisa mudar, do mesmo modo como eu sei o que é necessário que seja transformado em minha vida, e só nós sabemos de certas coisas, só nos conhecemos aquilo que Deus têm falado aos nossos coração, o que Ele tem pedido que mudemos, que deixemos transformar, restaurar, curar, sarar...

Deus tem falado, tem mostrado sua vontade, Ele quer que reconheçamos nossos erros, nos arrependamos e deixemos Ele através do Espírito Santo nos consertar .  “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.” 2 Crônicas 7:14.

Mas Deus é muito educado, Ele te deu o livre arbítrio, e por causa disto a escolha de deixar Ele trabalhar em seu coração é somente tua, pois Ele está sempre pronto, mas às vezes endurecemos nossos corações, fechamos nossos olhos, e tampamos nossos ouvidos. Escutamos, mas o ignoramos. Vemos o quanto somos maus, ruins, mas em vez de nos arrependermos apenas deixamos o remorso tomar conta de nossas mentes, que não nos leva a mudança, mas apenas a nos afundarmos mais e mais em tristeza, medo e inseguranças, que nos levam a isolarmos, a procurar socorro em vícios, em tudo, menos no lugar em que devíamos, e tudo isso resulta em vergonha, de nós mesmos, vergonha de Deus, das pessoas que nos rodeiam, de nossos pais, amigos, namorados, namoradas, conjugues, conhecidos... Isto começa a te consumir, como uma doença, que começa como uma simples gripe, e quando menos se espera já é uma pneumonia, que te joga na cama, tira suas forças, seu animo, sua alegria, seu prazer de viver. Mas eu te digo, Deus pode dar jeito em sua vida, pois pra Ele nada é impossível, vai ser duro, doído, vai ser necessário pagar um preço, você vai chorar, mas vai ser diferente agora, Deus não vai estar apenas segurando tua mão, Ele estará te carregando no colo, dizendo com todo amor em seu ouvido, com os olhos cheios de lágrimas: Eu te amo muito meu filho, só quero o teu bem, ainda bem que você deixou eu te carregar, não desista, eu te ajudo, vou cuidar de tuas feridas, limparei seus machucados, você vai chorar, mas eu secarei tuas lágrimas e colocarei meu amor em você, teus lábios voltarão a sorrir, seu coração se alegrara novamente, e nós poderemos caminhar juntos novamente...

Sim, Deus quer fazer tudo isso em tua vida, agora só depende de você, só depende você abrir seu coração, e dizer para Deus, algo como esta oração, que Davi fez quando não via mais solução, não tinha mais para onde correr, e em envolto a desespero e angustia rasgou seu coração de Deus, e fez a mais linda oração que há na bíblia:
- “Tem misericórdia de mim, ó Deus, por teu amor; por tua grande compaixão apaga as minhas transgressões. Lava-me de toda a minha culpa e purifica-me do meu pecado. Pois eu mesmo reconheço as minhas transgressões, e o meu pecado sempre me persegue. Contra ti, só contra ti, pequei e fiz o que tu reprovas, de modo que justa é a tua sentença e tens razão em condenar-me. Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde que me concebeu minha mãe. Sei que desejas a verdade no íntimo; e no coração me ensinas a sabedoria. Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e mais branco do que a neve serei. Faze-me ouvir de novo júbilo e alegria; e os ossos que esmagaste exultarão. Esconde o rosto dos meus pecados e apaga todas as minhas iniqüidades. Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável. Não me expulses da tua presença, nem tires de mim o teu Santo Espírito. Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer. Então ensinarei os teus caminhos aos transgressores, para que os pecadores se voltem para ti. Livra-me da culpa dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação! E a minha língua aclamará à tua justiça. Ó Senhor, dá palavras aos meus lábios, e a minha boca anunciará o teu louvor. Não te deleitas em sacrifícios nem te agradas em holocaustos, se não eu os traria. Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás. Por tua boa vontade faze Sião prosperar; ergue os muros de Jerusalém. Então te agradarás dos sacrifícios sinceros, das ofertas queimadas e dos holocaustos; e novilhos serão oferecidos sobre o teu altar.” Salmos 51.