sexta-feira, 29 de julho de 2011

EU QUERIA.


Se você me conhece pessoalmente já deve ter me visto parado em algum canto, ou caminhando sozinho, com um olhar perdido, como se não estivesse prestando atenção em nada. Lembro que desde criança sempre tive estes momentos, às vezes com mais frequência, outras menos. É ali, durante aqueles instantes, minutos, até horas, que eu mais sonho, acordado, crio histórias, vidas, viajo, brinco, me divirto, choro, crio mundos. Quando pequenino conseguia me ver como um grande arqueólogo descobrindo ossadas nunca antes vistas no mundo, ou como um grande camisa 10 do Corinthians ou da seleção (se bem que de vez em quando eu ainda consigo-me ver fazendo aquele gol contra a argentina aos 49 do 2º tempo, desempatando o jogo, na final da copa do mundo). Hoje, quando menos percebo, estou lá, pensando na cena final do filme que eu dirigia, o ultimo ato da peça que apresentei, ou o final do livro que escrevi. Já fui cientista, engenheiro, advogado, ator, presidente, cantor, guitarrista, baterista, jogador de basquete, futebol, beisebol, piloto de formula-1, de caça, acho que só o posto de Deus eu não almejei, e nem pretendo almejar.
Muitos sonhos passaram, eram coisas de criança. Cresci, em estatura, em maturidade. A realidade não bate a porta, arrombou. Olhar no espelho foi ficando cada vez mais difícil. Tantas imperfeições. Medo? Eu achava que sabia o que era... Doce ilusão. Limitações, frustrações, perdas. Queria ter mentido menos, machucado menos meus pais, irmã, amigos. Queria não ter sido tão omisso. Queria não ter fugido de meus problemas, de pessoas, de responsabilidades. Queira ter arriscado mais, sonhado mais, vivido mais.
Faço uma autopsia de mim mesmo, e não encontro tudo aquilo que desejo, porque não posso ser diferente? Queria ser mais forte, mais corajoso, arrojado, responsável, inteligente, fiel, concentrado, engraçado, decidido, focado. Queria ser menos teimoso, preguiçoso, desorganizado, relaxado, cismado, indeciso, depressivo, bruto, grosso. Vejo minha vida hoje, penso em tudo o que queria ser, queria ter, queria fazer, queria, queria, queria, queria, quer...
Em certos momentos deixo a crise tomar conta de mim, a desesperança ao olhar para algo tão imperfeito, falho, desastrado, errado, chega a me angustiar. Fazer a diferença? Uma utopia que sigo tentando acreditar. Mas ao não aguentar mais de pé ficar, me jogo de joelhos ao chão, e com algumas lágrimas no rosto, olho pra cima e posso ver a minha louca esperança: A Cruz vazia. Um sacrifício, não, não, O SACRIFICIO, a maior prova de amor que já existiu. Uma morte, minha vida comprada ali, pelo preço mais alto que já foi pago: O Sangue de Cristo. Se Deus decidiu que valia a pena morrer por mim como é que eu posso desistir? Se o TODO PODEROSO diz que há esperança para mim, pois se até a morte Ele venceu por mim, como direi que está tudo acabado? Meu Jesus Cristo hoje vive, intercedendo por mim todos os dias, é dali que virá a minha força, é ali, que minhas mudanças começaram e irão terminar, pois como Paulo, o caçador que virou caça, diz:Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus.” Filipenses 1:6.
O meu passado poderia ser diferente, mas não posso muda-lo, o futuro eu ainda vou construir, mas graças a Deus tenho o hoje.

"Nós não somos o que gostaríamos de ser.
Nós não somos o que ainda iremos ser.
Mas, graças a Deus,
Não somos mais quem nós éramos."

Martin Luther King

5 comentários:

  1. Que lindo calebe! Amor perfeito igual ao dEle não existe igual! ;)

    ResponderExcluir
  2. Verdade Calebe Graças a Deus não somos mais quem nós éramos, pois o sangue de Jesus nos lavou nos redimiu de todos os nossos pecados,glorias a Deus,
    agora precisamos buscar mas esse maravilhoso Pai com muito amor pois só o amor pode nos mudificar

    ResponderExcluir
  3. Texto abençoado e abençoador! Falou demais ao meu coração!
    Deus te abençoe muito, irmão querido!

    ResponderExcluir
  4. Um dos textos mais sinceros que eu já li..
    e acho que quase todo mundo se identifica. Muitas vezes, penso que estou desperdiçando meu tempo, sendo preguiçosa ou que estou jogando fora a vida que Deus tem para mim.
    Obrigada pelo texto. Me fez refletir!

    bjo Calebe ;)

    ResponderExcluir
  5. MANOOOOOOOOOOO to de cara com esse texto =O
    simplismente SENSACIONALLLLLLLLL o/ Curti d++++++
    Parabéns por sua sinceridade, por sua forma de pensar, de agir, de escrever, por ser tão simples e tão complexo, por saber mudar, por aceitar mudar, por QUERER mudar.
    Ahhhh... parabéns por acreditar que o hoje fará o seu futuro melhor e que é alguém especial, pois tem a Cristo. Mano, eu realmente CURTI muito esse texto auihsaiuhsuahs
    Bjones

    ResponderExcluir