segunda-feira, 29 de abril de 2013

TRISTE




Triste é viver só de solidão
Triste é viver sem amar para não se machucar
Triste é viver sem arriscar por medo
Triste é viver com dó de si mesmo
Triste é viver e não rir de si mesmo
Triste é viver crendo ser muito importante
Triste é viver sendo insignificante
Triste é viver de luto
Triste é viver sempre sorrindo
Triste é viver na escuridão
Triste é viver de ilusão
Triste é viver se escondendo
Triste é viver uma perda de tempo
Triste é viver de drama bobo
Triste é viver sem música dos Beatles
Triste é viver sem noites em claro
Triste é viver sem dias dormidos
Triste é viver longe do mar
Triste é viver atrasado
Triste, e chato, é viver sempre sendo pontual.
Triste é viver sempre insatisfeito
Triste é viver sempre acomodado
Triste é viver sem sorvete de doce de leite, dormir numa rede
Triste é viver com dor na consciência
Triste é viver sem fé em Deus
Triste é viver acreditando em tudo
Triste é viver sem revoluções
Triste é viver com fome
Triste é viver perdido
Triste é viver sem abraço de mãe, sem beijo de namorada
Triste é viver sem jogar futebol com o pai
Triste é viver sem entrar em furada com os amigos
Triste é viver guardando rancor
Triste é viver sem um cafuné
Triste é viver para nunca ver um por-do-Sol com a pessoa amada
Triste é viver e não ver o vento passar
Triste é viver sem rir até doer a barriga
Triste é viver sem ver "The blues brothers"
Triste é viver só de prazer
Triste é viver sem transgressão
Triste é não ter sonhos
Triste é não enxergar a vida como ela é
Triste é viver triste
Por isso peço, Tristeza, por favor, vá embora
Minha alma que chora está vendo o meu fim
Fez do meu coração a sua moradia
Já é demais o meu penar
Quero de volta aquela alegria
Quero de novo cantar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário